terça-feira, 20 de junho de 2017

Em solenidade, Jesus Sérgio diz que continuará fiscalizando e cobrando recursos para restauração da BR-364




O deputado Jesus Sérgio (PDT/AC) prestigiou na manhã desta quarta-feira (20), o início das obras de recuperação do trecho rumo a Tarauacá da BR-364, em Feijó (AC). 

Jesus Sérgio preside a Comissão de Obras Públicas e Transportes da Aleac e temcobrado do DNIT agilidade e a correta aplicação dos recursos destinados a recuperação da BR. 

Em sua fala, Jesus disse que dará continuidade ao trabalho de fiscalização e também como representante da população da Regional Tarauacá/Envira, que tem sofrido a anos com a precariedade da estrada. 

O parlamentar destacou a importância da recuperação da estrada e deixou um aviso aos gestores do DNIT: de que irá continuar cobrando a destinação de recursos para recuperação e, assim, evitar o isolamento de milhares de famílias. 

A solenidade contou com a presença do Diretor-Geral do DNIT, Valter Silveira, o Coordenador-Geral de Restauração e Manutenção Rodoviária, Fábio Nunes, o superintende do DNIT/AC, Thiago Caetano, o senador Gladson Cameli (PP), além de lideranças municipais e estaduais. 

De acordo com informações repassadas por Thiago Caetano, a previsão é que os serviços, entre Sena Madureira e Tarauacá, sejam concluídos na primeira quinzena de setembro deste ano.




terça-feira, 13 de junho de 2017

Jesus Sérgio pede atenção do DNIT para trechos críticos da BR-364

O deputado Jesus Sérgio (PDT) voltou a cobrar atenção por parte do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT), em discurso no pequeno expediente desta terça-feira (13), na Aleac.

Sérgio reclamou o fato do DNIT ter priorizado os trechos não críticos para realização das obras de recuperação da BR-364. 

"Quero registrar aqui meu questionamento ao DNIT que deu início as obras de recuperação nos melhores trechos ao invés de priorizar os mais criticos, que estão descobertos, sem manutenção e precisam urgentemente de atenção".

Jesus disse que se o DNIT não atentar para os trechos criticos, os recursos vão acabar e as obras de recuperação sequer serão concluídas nos trechos anunciados.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Recursos para o trecho Tarauacá-Cruzeiro do Sul não existem

BLOG DO CRICA - Depois de ouvir uma mensagem gravada pelo Diretor do DNIT, Tiago Caetano, o deputado Jesus Sérgio (PDT) se convenceu de que, não existem recursos alocados para a recuperação da rodovia 364 entre Tarauacá e Cruzeiro do Sul. As obras, que começarão no próximo dia 12, estarão restritas aos trechos críticos entre Sena Madureira e Tarauacá.
Desolado, o deputado Jesus Sérgio recebeu a informação que os trechos problemáticos entre Tarauacá e Cruzeiro do Sul receberão um trabalho paliativo com barro. “Eu temo que durante o inverno esta parte da rodovia acabe fechando”, previu Jesus (PDT).
Para este parlamentar, se um esforço da bancada federal não for feito de forma urgente para conseguir verbas para toda a extensão da BR-364, o seu tráfego poderá sofrer interrupção. Uma pena! Com a crise econômica e política que atravessa o país, dificilmente, conseguirão arrancar mais dinheiro para o DNIT que o previsto. E quem pagará o pato, se o isolamento ocorrer, serão os moradores do Vale do Juruá.
Entrou numa fria - Acho que o DNIT entrou numa tremenda fria ao assumir a obra, porque tirou uma pauta negativa que estava há anos no colo do governo, que passará de vidraça à baladeira.

Escrito por Luis Carlos Moreira Jorge, do AC24horas

Deputado Jesus Sérgio diz que recursos para BR-364 contemplam apenas trecho de Sena Madureira a Tarauacá

O deputado Jesus Sérgio (PDT) disse durante o Pequeno Expediente da sessão desta quinta-feira (8) que em conversa com o superintendente do Dnit no Acre, Thiago Caetano, foi informado que os recursos para a reconstrução da BR-364 não foram liberados na sua totalidade. Dos R$ 230 milhões, apenas se tem em caixa uma média de R$ 115 milhões, que será utilizado para a recuperação do trecho mais crítico, entre Sena Madureira e Tarauacá.

“Entrei em contato com o superintendente do Dnit e ele me enviou um áudio confirmando que o recurso que tem só dá para reconstruir de Tarauacá a Sena Madureira. Eles priorizaram este trecho que é pior. Mas garantiu que será feito pelo menos um paliativo de Tarauacá ao Rio Liberdade. Ele precisa de R$ 230 milhões para recuperar toda a estrada, mas veio entre R$ 115 a R$ 120 milhões”, disse o deputado ao relatar a conversa com o gestor.

O pedetista pediu o empenho da bancada federal do Acre em Brasília na busca de recursos a serem alocados para a recuperação da rodovia que liga Rio Branco ao Vale do Juruá. “Estaremos aqui cobrando os nossos deputados federais para que busquem recursos. Fica o nosso pedido à nossa bancada federal, que venham esses recursos”, pontua.

Jesus Sérgio abordou também em seu discurso o Programa Ruas do Povo, executado pelo Depasa. Ele frisou que as obras foram entregues, mas com péssima qualidade. “Em municípios como Tarauacá, que foi beneficiado pelo Ruas do Povo, o serviço não foi bem feito e a população cobra da gente. E nós cobramos do governo. O serviço não foi feito com qualidade”, aponta o deputado tarauacaense.

José Pinheiro, da Agência Aleac

“Como parlamentar me sinto na obrigação de fiscalizar as obras da BR 364 de perto”, diz Deputado Jesus Sérgio

Em pronunciamento na sessão desta quarta-feira (7) o deputado Jesus Sérgio (PDT) voltou a falar sobre o início das obras de recuperação da BR-364, que serão realizadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). 

O pedetista cobrou do órgão que as obras sejam executadas de acordo com o que foi acordado com as empresas vencedoras da licitação.

“No final do ano passado o Dnit divulgou que as obras seriam divididas em cinco trechos, começando por Sena Madureira até o Rio Liberdade. Quando o superintendente do Dnit concedeu entrevista dizendo que apenas duas frentes de trabalhos executariam o serviço, muita gente ficou preocupada. O que queremos é que seja feito exatamente o que ficou acordado com as empresas que venceram a licitação. Queremos que as empresas atuem nos cinco lotes, aqueles que foram divididos em 2016. Ou órgão alterou o planejamento? Acredito que não”, afirmou.

Jesus Sérgio seguiu afirmando que fiscalizará de perto as obras da rodovia. “Sou leigo, não tenho conhecimento técnico, mas como parlamentar me sinto na obrigação de fiscalizar essa obra de perto. O Dnit deve colocar um gerente de trabalho para também acompanhar toda a execução da obra de perto, essa estrada é muito importante para a população acreana. Essa estrada tem que ser concluída com muita responsabilidade”, finalizou.


Mircléia Magalhães, da Agência Aleac

Deputado Jesus Sérgio diz que manutenção da BR-364 precisa ser feita com responsabilidade

O deputado Jesus Sérgio (PDT) comentou na sessão desta terça-feira (6) o anúncio feito pelo superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Thiago Caetano, no último domingo (4), sobre o início das obras de restauração e manutenção da BR-364. 

De acordo com o órgão, as obras terão início no dia 12 de junho, no trecho entre Sena Madureira e Manoel Urbano. Depois avançará rumo ao município de Feijó, cumprindo assim a programação do Governo Federal para execução dos serviços no início do verão amazônico.

Ainda de acordo com o anúncio, uma segunda frente de trabalho terá início no dia 19 de junho, sentido Tarauacá/Feijó, seguindo em direção ao município de Manoel Urbano. Para o deputado, os responsáveis pela empresa supervisora, que fará o acompanhamento, fiscalização e supervisão das obras, devem acompanhar de perto todo o processo de manutenção e restauração da rodovia, do começo ao fim da execução da obra.

“O superintendente do Dnit afirmou que a fiscalização será feita apenas no início das obras e isso não está certo. Considero fundamental acompanhar a execução da obra de perto durante todo o trabalho de restauração, e não apenas no início. É importante que durante todo o processo de manutenção da estrada todos os técnicos responsáveis pelo controle tecnológico também estejam no local. Já gastamos muito dinheiro com essa rodovia, não podemos mais permitir que o trabalho seja mal feito, temos que garantir à população um trabalho de qualidade na BR-364”, disse.

Jesus Sérgio falou ainda da importância de se fazer um serviço de qualidade. “Trouxe aqui um pedaço de pedra que é usada para fazer a base da estrada. O problema é que essa base de não é feita em todos os trechos da rodovia, e isso é preocupante. Não sou fiscal, mas, mas entendo o quanto é importante fazer uma base de cimento. O serviço precisa ser bem feito, caso contrário nunca teremos essa estrada em boas condições”, afirmou.

O pedetista afirmou que também irá fiscalizar de perto as obras de recuperação da rodovia. “Sei que este debate já está ficando cansativo, mas é importante trazer esse assunto para esta casa. Não podemos permitir que aconteça o que já ocorreu nos anos anteriores, essa estrada tem que sair. Eu vou cumprir com o meu papel, como fiscalizador do povo irei acompanhar de perto todo o processo de restauração dessa estrada. Esse é o meu papel como parlamentar”, enfatizou.

Mircléia Magalhães, da Agência Aleac

Deputado Jesus Sérgio diz que secretários não se preocupam em responder requerimentos

Após ter anunciado que iria entrar com uma denúncia no Ministério Público Estadual contra o Depasa por crime de responsabilidade, o deputado Jesus Sérgio (PDT) informou na sessão desta quarta-feira (31) que o Depasa respondeu um dos pedidos de informação que ele fez em 2016, sobre as obras do Programa Ruas do Povo executadas no Estado.

“O gestor do Depasa, o senhor Edvaldo Magalhães, resolveu atender ontem um dos pedidos de informação que fiz ano passado acerca do Programa Ruas do Povo. Ele resolveu se manifestar depois que eu anunciei nesta tribuna que iria denunciar o órgão no Ministério Público por crime de responsabilidade. Essa é mais uma prova do descaso que os secretários de Estado têm com esta casa. Eles nem sequer se preocupam em responder nossos requerimentos”, disse.

O pedetista voltou a falar da péssima qualidade das obras do Programa Ruas do Povo no interior. 

“Quando eu falo nesta tribuna que o negócio está feio é porque está. Você vai conversar com a empresa e ela diz que não recebeu para fazer o serviço. Vai com o Depasa e o órgão diz que a empresa não executou os serviços, se instalando um jogo de empurra-empurra. Isso precisa acabar, quem paga o pato é população”, enfatizou.

Jesus Sérgio ressalta que Edvaldo Magalhães encaminhou a cópia do contrato com a empresa que construiu a Avenida Copacabana, em Tarauacá. “Se não respondeu o requerimento conforme o pedido, ainda vou analisar. Caso não tenha respondido a contento, vou cobrar novamente”, finaliza.

Fonte: Agência Aleac